PERGUNTAS FREQUENTES

Dúvidas sobre Hipnoterapia

Vou ficar inconsciente durante o tratamento?

 

Definitivamente, não! A hipnose comprovou através de vários testes, nos mais desenvolvidos centros de pesquisa, que paciente inconsciente não realiza nenhuma terapia, a não ser a do relaxamento. O cliente quando inconsciente bloqueia a exteriorização da causa do problema, consequentemente, não realiza terapia, que necessita da consciência para as verdadeiras mudanças.

 

Qual a diferença entre o estado de hipnose e o sono?

 

Durante o sono, acontece uma redução da consciência, em maior ou menor profundidade, com alterações de sensibilidade. Já na hipnose ocorrem modificações que afetam as áreas do cérebro que controlam a atenção, a concentração e a memória. A pessoa não dorme, mas pode relaxar até mais do que se estivesse dormindo; a sensibilidade aumenta, criando as condições ideais para que o processo de sugestão seja bem-sucedido. Por conta de todas essas alterações motoras e sensoriais, o paciente vai reagir e produzir respostas diferentes das que daria em circunstâncias normais, percebendo no dia a dia as reações novas, trazendo uma maior qualidade de vida.

 

Se não vou ficar inconsciente, em que estado vou ficar?

 

O estado é uma combinação de relaxamento físico extremamente profundo e aumento de acuidade mental. Essa combinação é a chave para termos acesso ao subconsciente e identificação da causa do problema.

 

Vou me lembrar de tudo depois que a sessão terminar?

 

98% dos pacientes recordam-se de tudo que aconteceu durante a sessão. Aqueles que não se recordarem, irão, num futuro próximo, recordar-se. Essa é uma proteção necessária para que o que foi identificado como causa do problema seja “digerido” totalmente e passe a não mais se manifestar através de um sintoma.

 

Como que o tratamento é realizado?

 

Através de relaxamentos que vão se aprofundando aos poucos somado a metáforas específicas à dificuldade apresentada.

 

Como ter certeza que aquilo que foi tratado durante a sessão era realmente a causa?

 

Antes da hipnose propriamente dita, existem conversas que podem ocorrer não só numa sessão. O cliente verbaliza da melhor forma que ele conseguir o que o incomoda.

 

Todas as pessoas entram em hipnose?

 

Todas aquelas que possuam certo nível de confiança com o profissional e que queiram REALMENTE se tratar entram nesse estado. Ninguém hipnotiza ninguém que não esteja realmente querendo entrar nesse estado.

 

Vou dizer tudo que vier à minha mente sem censura?

 

Outra fantasia criada sobre a hipnose. O paciente ficará totalmente no comando da sessão. Ele poderá não dizer algo que lhe seja constrangedor e isso não o impedirá de realizar seu tratamento e também poderá ficar no seu silêncio e somente depois fazer o seu relato.

 

É possível não voltar de um transe?

 

Não existe relato desse tipo . Pode ocorrer, porém, que o transe esteja tão confortável e prazeroso que o paciente resista e demore um pouco mais para voltar. Mesmo que o hipnotizador abandone o paciente em transe, este simplesmente acordará sozinho. No entanto, se estiver muito cansada, também é possível que a pessoa passe voluntariamente para o sono natural e acorde se for chamada ou quando estiver descansada.

 

Dúvidas sobre Regressão

 

A regressão de memória é um processo seguro?

Sim. Quando o(a) terapeuta tiver uma formação e uma postura adequada com relação ao cliente, o processo é totalmente seguro, trazendo ótimos resultados para o cliente.

 

Qual a diferença entre hipnose e regressão?

Hipnose é um dos métodos que pode ser utilizado para se chegar à uma regressão de memória. Existem outros métodos como meditação e técnicas de respiração. A regressão é o processo de trazer a mente consciente as interpretações de processos vivenciados no passado.

 

Somente psicólogos podem realizar uma regressão?

Não. Qualquer terapeuta que tenha formação em Regressão de Memória pode realizar uma sessão de regressão. Até o ano de 2000, os psicólogos no Brasil eram proibidos de utilizar a regressão de memória e a hipnose em seus consultórios por imposição do Conselho Federal de Psicologia.

 

Ficarei inconsciente durante a regressão?

Não. Você estará totalmente consciente durante todo o processo, podendo até interromper o processo.

 

Como a regressão de memória pode me ajudar?

Você não precisa acreditar em reencarnação ou vidas passadas, ou estar ligado à religião para obter resultados pela processo de regressão de memória. A regressão é um meio eficaz para alcançar uma melhor compreensão de um determinado estado interno que é percebido como obstáculo, bloqueio ou desafio que esteja limitando sua vida hoje. Não importa se o que você lembrou ou vivenciou tenha realmente acontecido daquela maneira. O que importa é o efeito através de uma nova compreensão, estado interno e/ou postura que tem diante daquilo que te limitava ou incomodava.

 

Existe o risco de “não voltar” de uma regressão?

Não. Primeiro, porque o cliente “não vai” a lugar nenhum. O termo regressão é uma maneira de dizer que contactamos memórias antigas. São essas memórias que vem até o presente. Por exemplo, você é capaz de lembrar-se do que comeu hoje ou ontem? Experimente fechar os olhos e trazer a imagem, o sabor, a temperatura do alimento, como se você estivesse saboreando-o de novo agora. Isso que acabou de fazer foi uma regressão. A diferença na terapia é que as memórias estão um pouco mais distantes e ainda afetam o seu presente de uma maneira mais intensa, muitas vezes paralisando a sua harmonia e equilíbrio.

 

As situações vivenciadas durante uma regressão realmente ocorreram?

Não há como saber se as situações vivenciadas durante uma regressão realmente ocorreram e se ocorreram exatamente da maneira que o cliente vivenciou. Elas podem ou não terem ocorrido da maneira que o cliente vivenciou. O fato da veracidade ou não da situação vivenciada não é importante para o trabalho terapêutico, pois se o cliente a vivenciou de determinada maneira, ela foi real para ele(a) ao ponto de até sentir sensações físicas e/ou emocionais durante o processo. As vivências ocorridas durante uma regressão são uma forma do insconsciente mostrar o padrão emocional de como o cliente interpretou ou interpreta determinadas situações em sua vida no presente. Estas interpretações criam padrões de pensamentos, crenças e comportamentos que afetam direta ou indiretamente a sua vida no dia-a-dia. Esse emocional desordenado é que aos poucos vai se centralizando.

 

Quantas sessões dura o tratamento?

 

Quantas o cliente achar necessário. O número de sessões é definida pelo cliente e terapeuta, de acordo com os novos comportamentos e emoções do seu dia a dia.

 

Preciso ser espírita, espiritualista ou espiritualizado para fazer a terapia?

 

Não, a terapia é um instrumento para resolver sofrimentos pessoais e não para formar opiniões ou crenças. A terapia funciona com o mesmo tipo de eficiência e eficácia tanto em pessoas com algum conhecimento de espiritualidade como nas pessoas que preferem distância deste tema.